Santa Cruz do Sul decreta situação de emergência em função da estiagem

Em reunião realizada na manhã desta quarta-feira, 8, no Salão Nobre do Palacinho, o prefeito Telmo Kirst assinou decreto de emergência em virtude da estiagem que atinge o Município.

De acordo com a Defesa Civil, a produção na lavoura já contabiliza um prejuízo de R$ 62.104.192,75. O cultivo do tabaco é o que foi mais atingido pela falta de chuva (R$ 33 milhões), seguido pelo gado de corte, hortifrutigranjeiros, milho e soja. O relatório foi elaborado pela Secretaria Municipal de Agricultura (Seagri) e Emater.

Conforme o coordenador da Defesa Civil, José Joaquim Dias Barbosa, as comunidades mais atingidas são as que se localizam em regiões mais altas do Município, como Alto Paredão e São Martinho. “A prefeitura está dando apoio aos agricultores com a confecção de aguadas nas propriedades e a distribuição de água potável”, afirmou. Segundo ele, mais de 50 mil litros de água já foram distribuídos às residências.

Ainda de acordo com Barbosa, a orientação é de que os moradores atingidos pela estiagem devem procurar as secretarias de Agricultura, e de Meio Ambiente, Saneamento e Sustentabilidade,  para realizarem um cadastro e efetivarem o pedido de ajuda. “Tanto as pessoas que precisam de água para consumo humano, como as que precisam do serviço de abertura de poços, podem nos procurar que todas serão atendidas”, finalizou.

Telefones:

Secretaria de Agricultura – 3711-9334

Secretaria de Meio Ambiente – 3713-8242

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *