Sábado é dia de conversar sobre suicídio com o CVV

A equipe de voluntários do Centro de Valorização da Vida (CVV) de Santa Cruz do Sul realizará, na manhã deste sábado, 14, uma ação de escuta presencial junto a Praça Getúlio Vargas, no Centro de Santa Cruz do Sul. O evento marca as atividades de combate (Prevenção) ao suicídio no município.

Segundo a porta-voz do CVV em Santa Cruz, Naira Lisane Zanette, a intenção é colocar o trabalho de acolhimento dos voluntários à disposição da comunidade santa-cruzense. “Hoje, 32 brasileiros se suicidam diariamente. No mundo, ocorre uma morte a cada 40 segundos. Aproximadamente um milhão de pessoas cometem suicídio a cada ano. Sabe-se que os números são muito maiores, pois a subnotificação é reconhecida. Além disso, os especialistas estimam que o total de tentativas supere o de suicídios em pelo menos dez vezes”, alerta Naira.

De acordo com a porta-voz, a primeira medida preventiva é a educação. “É preciso perder o medo de se falar sobre o assunto, quebrar tabus e compartilhar informações. Esclarecer, conscientizar, estimular o diálogo e abrir espaço para campanhas, este é um dos objetivos da ação de escuta presencial que ocorre no sábado”, convida.

Um relatório divulgado pela Organização Mundial da Saúde (OMS), nove de cada dez óbitos ocasionados por suicídio poderiam ser evitados. No sábado, 14, a escuta presencial ocorre das 9 horas ao meio-dia, na Praça Getúlio Vargas. “Estaremos também apresentando as atividades desenvolvidas pelo CVV no Município. Comemorando os 14 anos do posto local deste serviço que está presente em todo o país”, destaca Naira.

Setembro Amarelo em Santa Cruz

Segundo dados do CVV Brasil, no Rio Grande do Sul, a taxa de óbitos por suicídio é de 5,01 mortes para cada grupo com 100 mil habitantes. Entre as cidades do interior do Estado, Santa Cruz está entre os municípios com maior número de mortes. Na última década, foram registrados, em média, 16 suicídios para cada 100 mil habitantes por ano.

As atividades de conscientização Prevenção do suicídio em Santa Cruz do Sul ganharam força desde 13 de setembro de 2017. Naquele ano, por mobilização dos voluntários da mantenedora do CVV, a Amigos da Vida de Santa Cruz do Sul, foi instituída a Lei 7.829, instituindo o Setembro Amarelo no Município.

O CVV em Santa Cruz conta com 13 voluntários, que se revezam em escala de plantão de atendimento telefônico. O posto funciona em uma sala cedida pelo Corpo de Bombeiros de Santa Cruz do Sul. As ligações geradas para o número 188 – que é grátis -, vão para uma central em São Paulo, dali são direcionadas para uma ramal que estiver conectado, e livre, em alguma unidade do CVV do país. As ligações são sigilosas, assim como o atendimento.

Ao todo, existem no País 115 postos de atendimento do CVV, distribuídos em 23 estados que recebem em torno de dez mil ligações por dia. Ao todo, são três mil voluntários envolvidos na atividade. Além do 188, o atendimento pode ser feito de forma virtual, por meio do site, www.cvv.org.br

 

 

Fonte: Nascimento marketing de conteúdo

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *