Parceria entre Unisc e Prefeitura de Santa Cruz do Sul irá disponibilizar 5 mil testes de Covid-19

Por meio de uma parceria com a Secretaria de Saúde do Município de Santa Cruz do Sul, a Unisc irá disponibilizar seus laboratórios, equipamentos e seu corpo técnico para que seja possível a realização de testes para o covid-19. Serão disponibilizados um total de 5 mil testes, onde as análises vão ocorrer nas estruturas da instituição, com expectativa de 50 a 100 amostras testadas por dia.

Em uma transmissão ao vivo, disponibilizada no Facebook da prefeitura municipal, na última sexta-feira, o secretário da saúde, Régis de Oliveira Júnior, contou que houve um investimento de R$ 400 mil na compra dos kits de testes e que a Unisc emprestará sua estrutura, com o apoio de seus profissionais, para a viabilização. A união de esforços garantirá que os diagnósticos sejam mais rápidos, visto que não precisarão ser encaminhados a outras cidades.

Para realizar a testagem serão necessários profissionais biólogos, biomédicos e farmacêuticos da universidade, além de infraestrutura que abrange equipamentos de segurança, de análise e de um extrator do material genético do vírus, emprestado pela empresa ProfiGen. “Quando recebermos os materiais coletados, nosso trabalho se divide em três etapas: a inativação do vírus, para que ele não apresente riscos aos profissionais, seguido da extração de RNA e da execução das análises no equipamento de PCR”, explica a diretora de inovação e empreendedorismo da Unisc, Andreia Valim.

“Agilizar o resultado dos testes representa a possibilidade de mais segurança para o município. Enquanto aguardam a chegada dos kits, nossos profissionais estão em processo de capacitação e organização de fluxos. Estamos trabalhando muito para colocar à disposição da comunidade várias frentes que possam agregar soluções”, complementa a reitora, Carmen Lúcia de Lima Helfer.

Para Andreia Valim, o momento é desafiador e demonstra a importância de trabalhar em equipe: “estou trabalhando com profissionais valorosos, que estão engajados nesse projeto. Reconhecemos que é uma grande responsabilidade e estamos comprometidos em todas as etapas. Além disso, outros municípios podem precisar desse serviço e, dentro de nossas capacidades, tentaremos prestar suporte”.

Texto e foto: Marcela Schild – Assessoria de Imprensa Unisc

Parque Tecnológico da Unisc desenvolve respiradores e EPIs para a região

“Assim que percebemos que a crise do Covid-19 poderia crescer em nosso país, começamos a pensar formas de prestar suporte à saúde da região. Logo, buscamos soluções que somam o conhecimento desenvolvido na Universidade às atividades empresariais do parque Tecnológico”, explicou Rafael Kist, coordenador do TecnoUnisc, sobre os serviços desenvolvidos para auxiliar no enfrentamento da pandemia.

No momento, diversos equipamentos de proteção individual (EPIs) e de apoio hospitalar se encontram em fase de prototipagem, entrando em produção nos próximos dias.  O professor do curso de Engenharia, Eliezer Henker, está à frente do projeto de um equipamento que possibilita a utilização do mesmo respirador em dois pacientes, a fim de otimizar o atendimento, além de estar desenvolvendo filtros bacteriológicos para o Hospital Santa Cruz.

Outro recurso desenvolvido, pelo TecnoUnisc em parceria com a Owntec, startup que está situada no parque tecnológico da Unisc, é a máscara Full Face, já testada por profissionais da saúdePara idealizar esse projeto, os engenheiros da empresa transformam uma máscara de mergulho em uma máscara de respiração não invasiva, onde o paciente não necessita ser entubado. “Buscamos ajudar utilizando soluções em engenharia, que é nosso campo de atuação. Então, a partir do grupo de colaboradores Mergulhadores elaboramos o projeto de Máscara, que já é desenvolvido em outros países”, reforçou Luiz Barbieri, CEO da Owntec.

Serão produzidas, no mínimo, 50 máscaras Full Face, que estão sendo projetadas para a utilização nos quatro modelos de respiradores existentes. A mesma máscara também está sendo adaptada como EPI, para que os profissionais da saúde utilizem em procedimentos mais arriscados. Em primeiro momento essa produção será destinada ao município, mas havendo possibilidade também será disponibilizada aos hospitais da região.

Ainda no ramo de EPI, está sendo projetada uma máscara protetora do modelo Face Schield, produzida por impressoras 3D disponíveis na universidade. O equipamento, constituído de filamento e lâmina de acetado, cobre todo o rosto dos profissionais de saúde, evitando o contagio por aerolização: “as Face Schield já são utilizadas em países da Europa, e são uma solução interessante por oferecer maior segurança aos profissionais”, acrescentou João Pedro Tonetto, da Owntec.

Em paralelo, o TecnoUnisc está focado em fabricar máscaras N95 e jalecos cirúrgicos, com material protetivo que bloqueia pelo menos 95% das partículas em suspensão, evitando doenças como o coronavírus.  “Enquanto universidade comunitária, seguimos firmes no compromisso de agregar soluções através do conhecimento, da ciência, da tecnologia e de todas as outras áreas que nos forem possíveis”, completou a reitora, Carmen Lúcia de Lima Helfer.

Texto e foto: Marcela Schild – Assessoria de Imprensa Unisc

Gramado tem quatro casos suspeitos de coronavírus. Mais um foi registrado nesta segunda-feira

O boletim epidemiológico do Centro de Operações de Emergências (COE) Gramado desta segunda-feira, dia 30 de março, registrou um novo caso suspeito de Covid-19. Outros três registros suspeitos foram descartados no dia de ontem. Ao todo, a cidade tem, atualmente, quatro casos suspeitos que aguardam exame laboratorial e estão estáveis. O número de casos investigados soma 20 registros (dos quais 14 descartados) desde o dia 10 de março.
Estão sob monitoramento do COE dois casos importados que têm diagnóstico positivo (são turistas do Estado de São Paulo).
Segundo o COE, toda a contenção e monitoramento estão sendo feitos no sentido de evitar a disseminação do vírus no município, impossibilitando que a cidade tenha casos autóctones (transmissão local).

RESUMO DA SEGUNDA-FEIRA, DIA 30
4 casos suspeitos (um novo registro comparado com o domingo)
14 casos descartados (três deles hoje)
2 casos confirmados (ambos importados)
Total de 20 casos investigados desde o dia 10 de março

Texto: Ilton Müller – Assessoria de Imprensa da Prefeitura de Gramado

Comunidade gramadense adere à Campanha #Quarentenasemfome

Criada há cerca de duas semanas pela Secretaria da Cidadania e Assistência Social, em parceria com a Defesa Civil e com as entidades Agência Visão, Visão Jovens Líderes, Orbis das Hortênsias, Orbis Gramado, Orbis Várzea Grande, Lions Club e Rotary, a Campanha #Quarentenasemfome vem recebendo diversas doações. “A comunidade está sensível, assim como os mercados, empresários e personalidades do município. Até o momento estamos distribuindo as cestas básicas já preparadas pelos doadores e as compradas pela Prefeitura”, afirma Ricardo Cazanova, secretário adjunto da Cidadania e Assistência Social. Conforme Cazanova, um alimento que está sendo solicitado no momento é o leite. Poucas unidades ainda estão disponíveis. “O leite é rico em proteínas e vitaminas, e pode fazer a diferença na nutrição de crianças e idosos”, comenta.

A Polícia Civil, que também está fazendo uma campanha de arrecadação de alimentos e produtos, auxiliará nesta terça-feira, dia 31, na distribuição das cestas básicas.

Cadastro para garantir benefício

A Secretaria da Cidadania e Assistência Social basicamente possui dois tipos de atendimento: aqueles que buscam alimento imediatamente para atender as necessidades básicas e aqueles que buscam se inscrever no Cadastro Único do Governo Federal, que consiste num registro em nível nacional que auxilia no mapeamento das vulnerabilidades, traçando o perfil socioeconômico das famílias.

Conforme informações da Secretaria Nacional de Assistência Social, para se inscrever no Cadastro Único, é preciso que uma pessoa da família se responsabilize por prestar as informações de todos os membros para o entrevistador. Essa pessoa — chamada de Responsável pela Unidade Familiar (RF) — deve ter pelo menos 16 anos e, preferencialmente, ser mulher.

O Responsável Familiar é quem poderá garantir que as informações comunicadas durante a entrevista são verdadeiras, além de se comprometer a atualizar o cadastro sempre que houver mudanças na família.

O RF deve procurar o setor responsável pelo Cadastro Único ou pelo Bolsa Família na cidade em que mora. Se não souber onde fica o local de cadastramento, pode buscar essa orientação no Centro de Referência de Assistência Social (Cras) mais próximo de sua casa. Em muitas localidades, o próprio Cras realiza o cadastramento das famílias.

Documentos obrigatórios:

– Para o Responsável pela Unidade Familiar (RF), é obrigatória a apresentação do CPF ou do Título de Eleitor.

As exceções são as famílias indígenas e quilombolas:

– O RF da família indígena pode apresentar o CPF, o título de eleitor, mas também o Registro Administrativo de Nascimento Indígena (RANI) ou outros documentos de identificação, como certidão de casamento, RG e carteira de trabalho;

– O RF da família quilombola pode apresentar o CPF, o título de eleitor ou outros documentos de identificação como certidão de nascimento, certidão de casamento, RG ou carteira de trabalho.

– Para as outras pessoas da família, é obrigatória a apresentação de qualquer um destes documentos de identificação: certidão de nascimento, certidão de casamento, CPF, carteira de identidade (RG), carteira de trabalho ou Título de Eleitor.

Documentos que não são obrigatórios, mas facilitam o cadastramento:

Comprovante de endereço, de preferência a conta de luz;

Comprovante de matrícula escolar das crianças e jovens até 17 anos. Se não tiver o comprovante, o RF deve informar o nome da escola de cada criança ou jovem;

Carteira de trabalho.

Cadastramento de pessoas sem documento:

Se alguém da família ou se todos integrantes não tiverem documentos, não tem problema. O entrevistador do Cadastro Único deve fazer a entrevista, orientar e encaminhar a família ou a pessoa para tirar os documentos. Se a pessoa nunca foi registrada, a primeira via da certidão de nascimento é de graça. O cadastramento é um direito da família de baixa renda.

Mas, enquanto o(a) Responsável Familiar não apresentar um dos documentos obrigatórios ao entrevistador e um documento para cada membro da família, o cadastro ficará incompleto e a família não poderá participar de programas sociais. Ainda assim, é importante que o cadastramento seja feito, pois isso permite ao governo saber que precisa realizar ações de mobilização para o registro civil de nascimento e a documentação básica dos cidadãos.

As pessoas podem denunciar casos em que o setor do Cadastro Único não queira fazer o cadastramento, entrando em contato para a Ouvidoria do Ministério da Cidadania. O telefone é 121.

Em Gramado, mais de 450 famílias estão em situação de vulnerabilidade econômica

Os dados até fevereiro deste ano contabilizavam entre 450 e 500 famílias em situação de vulnerabilidade socioeconômica. “Agora estamos vivendo um momento peculiar, em que o Cadastro Único será cada vez mais importante pois ele é composto das pessoas que já estavam numa situação de vulnerabilidade e vai agregar as novas famílias acometidas pelo impacto econômico. Nós não vamos conseguir fazer a atualização diariamente, mas vamos fazer a atualização com base nos dados que iremos colher e com as condições de recursos humanos que dispusermos. Com esses dados plotados teremos um mapeamento das vulnerabilidades”, comenta o secretário.

Participe doando alimentos e produtos de higiene

Diversos mercados estão apoiando a campanha. Por isso, a maneira mais efetiva de auxiliar é doar o produto nos espaços específicos nestes locais. Porém, quem tiver alimentos em estoque em casa, e desejar contribuir com algo, pode entrar em contato com a Secretaria e agendar um horário para retirada. Essa busca em casa é uma medida preventiva para que as pessoas evitem aglomerações e a sair de casa

Os materiais que podem ser doados são alimentos não perecíveis, assim como materiais de higiene e limpeza.

Formas de contribuição

– Deixando alimentos e produtos na caixa de coletas dos supermercados. Itens sugeridos: arroz, feijão, leite, café, farinha de trigo, massa, óleo de soja, sardinha, achocolatado em pó, bolacha, sabonete, papel higiênico, pasta de dente, detergente líquido e desinfetante

– Acesse o site vaka.me/956645 e doe o valor que melhor lhe convém direto do seu cartão de crédito

– Você pode doar fazendo depósito ou transferência para a conta abaixo:

ORBIS CLUBE DAS HORTÊNSIAS

Banco Bradesco (237)

Agência: 1797

Conta-Corrente: 14.710-9

CNPJ: 22.144.056/0001-52

Um cadastro municipal de voluntários também será criado para quem puder ajudar de alguma forma.

Pontos de coleta

Armazém 845

Supermercado Gross

Supermercado Drumm

Supermercado Stahl

Supermercado Napolitano

Mercado Bello Ponto

Supermercado Brombatti

Mercado Lovatto

Supermercado Serrano

Supermercado Ponto Certo

Mercado Serra Grande

Supermercado Nossa Casa

Supermercado Nossa Casa (Est. Serra Grande)

Supermercado Nossa Casa (B. Piratini)

Mercado Frutifrango

Mercado Parmegiani

Supermercado Berti

Napolitano Moura

Mercado do Roque

Mercado Verinha

Mercado Serve Bem

Mercado Belvedere

Texto: Fernanda Fauth – Assessoria de Imprensa da Prefeitura de Gramado

Tele cuidado Unisc oferece serviços de atendimento e acolhimento gratuitos à comunidade

Como forma de auxiliar no combate ao Coronavírus, a Universidade de Santa Cruz do Sul (Unisc) lançou dois serviços gratuitos à comunidade que estarão em operação a partir desta segunda-feira, 30 de março. Elaborado com o aporte técnico do Setor de Informática da Instituição, o Tele Unisc disponibiliza atendimentos de Medicina e Acolhimento à pessoa idosa para a população de Santa Cruz do Sul e região. As pessoas que necessitarem de auxílio poderão ligar para o fone (51) 3717-7300.

O atendimento de Medicina ocorre diariamente, inclusive aos sábados e domingos, das 7h às 19 horas. O objetivo é esclarecer dúvidas a respeito da pandemia do Coronavírus e realizar a triagem das pessoas que ligarem e o devido encaminhamento dos casos suspeitos, com a finalidade de receberem o atendimento adequado. A equipe é composta por alunos concluintes do curso de Medicina, acompanhados e orientados por médicos atuantes em Santa Cruz do Sul.  “O Covid-19 é uma nova variante do Coronavírus, um vírus responsável por casos de resfriado comum. A diferença é que apresenta alta taxa de transmissão entre a população e, em algumas vezes, com evolução desfavorável, gerando preocupação  mundial, como todos estão cientes”, destacou a coordenadora do curso de Medicina, professora Tatiana Kurtz.

Já o Acolhimento à pessoa idosa será feito pelo Grupo de Estudos e Pesquisas em Envelhecimento e Cidadania da Universidade, de segunda-feira à sexta-feira, das 9 às 12h e à tarde das 14h às 18 horas. O objetivo desse trabalho é acolher as pessoas com mais de 60 anos no momento da crise do Coronavírus em que essas pessoas estão em isolamento social. “É uma ação relevante para que essas pessoas se sintam lembradas e acolhidas pela Universidade, pois estaremos ligando e atendendo as ligações das pessoas, para que saibam que podem contar conosco neste momento difícil”, frisou a coordenadora do Mestrado em Psicologia, professora Silvia Virginia Coutinho Areosa.

De acordo com o pró-reitor Acadêmico da Unisc, professor Rolf Fredi Molz, o serviço será oferecido até que haja certeza de que a pandemia está controlada e os serviços de atendimento normalizados. “Além disso, estamos preparando uma terceira atividade que será anunciada na próxima semana, consistindo em um atendimento psicológico, com a participação de mestrandos e profissionais da área da Psicologia. São ações que a Universidade considera pertinente neste momento que a comunidade necessita de auxílio”, salientou.

Fonte: Assessoria de Imprensa Unisc

Em Canela, comitê avalia e mantém ações de prevenção contra o novo coronavírus

O Comitê de Operações de Emergência (COE), criado pela Secretaria Municipal de Saúde para estudar e determinar ações contra o novo coronavírus, reuniu seus membros na manhã desta segunda-feira (30). O grupo é liderado pelo secretário Vilmar Santos e integrado por profissionais da pasta, incluindo médicos e enfermeiros, responsáveis pelo planejamento de ações das equipes.

Na avaliação do grupo, a estrutura anexa ao Hospital de Caridade, aberta 24 horas, supriu a demanda de quem procurou as equipes médicas para avaliar suspeitas de covid-19 neste fim de semana passado. Já a Unidade Central, aberta no sábado e no domingo das 7h às 19h para receber casos de menor gravidade não relacionados a sintomas gripais, fez com que não houvesse acúmulo de pacientes no HCC.

“Avaliamos em conjunto essas medidas que deram certo e serão mantidas. No caso da Unidade Central, vamos acrescentar mais profissionais às equipes, a fim de manter 12 horas no sábado e no domingo e não sobrecarregar quem está atuando direto”, disse o secretário municipal de Saúde Vilmar Santos.

Santos, em live realizada no domingo à noite (29), fez uma avaliação do trabalho da tenda do HCC e da Unidade Central. Ele também reforçou que, apesar de o decreto municipal flexibilizar as atividades comerciais, permitindo a abertura gradativa a quem quiser, é importante a população adotar medidas preventivas como uso do álcool em gel e sair de casa quando for necessário.

Fonte: Prefeitura de canela

Gramado registra dois novos casos suspeitos de coronavírus

O boletim epidemiológico do Centro de Operações de Emergências (COE) Gramado deste domingo, dia 29 de março, registrou dois novos casos suspeitos de Covid-19. Ao todo, a cidade tem, no momento, seis casos suspeitos que aguardam exame laboratorial e estão estáveis. Com isso, foram investigados 19 casos, dos quais 11 foram descartados. Gramado possui, ainda, dois casos importados que têm diagnóstico positivo (são turistas do Estado de São Paulo).
Segundo o COE, toda a contenção e monitoramento estão sendo feitos no sentido de evitar a disseminação do vírus no município, impossibilitando que a cidade tenha casos autóctones (transmissão local).

Resumo do domingo, dia 29
6 casos suspeitos (dois novos registros comparado com o sábado)
11 casos descartados
2 casos confirmados (ambos importados)
Total de 19 casos investigados desde o dia 10 de março

Fonte: Prefeitura de Gramado

Campanha para ajudar as famílias em vulnerabilidade social em Canela

Tendo em vista toda a situação vivenciada com a pandemia do Covid-19, empresas e entidades se uniram para auxiliar inúmeras famílias sem renda que passarão por muitas dificuldades nos próximos meses.

Uma campanha foi lançada na sexta-feira, 27 de março, para arrecadar alimentos, produtos de limpeza e material de higiene que ajudará as famílias em vulnerabilidade social.

Os pontos de coleta são mercados, Rissul, Brombatti, Super da Vizinhança, Forrageira, JS, Serrano, Bom Preço, Galego e Gallas. Farmácias: Palvel, Agafarma, São João e Líder.

Uma vakinha virtual também foi feita para aceitar valores em dinheiro que serão revertidos para compra dos materiais necessários. O link para auxiliar é http://vaka.me/961572

As doações serão entregues a Secretaria de Assistência, Desenvolvimento Social, Cidadania e Habitação que tem cadastrado as famílias de baixa renda, através do programa Bolsa Família.

Fonte: Assessora de Imprensa – Prefeitura de Canela

 

Gramado tem quatro casos suspeitos de coronavírus

O boletim epidemiológico do Centro de Operações de Emergências (COE) Gramado desta quinta-feira, dia 26, registra quatro casos suspeitos de coronavírus. Destes quatro suspeitos, três estão em isolamento domiciliar e um está hospitalizado. Todos aguardam prova laboratorial e estão estáveis.
Do total de investigados até agora, 10 foram descartados. Gramado registra ainda dois casos importados que têm diagnóstico positivo (são turistas do Estado de São Paulo).
Segundo o COE, toda a contenção e monitoramento estão sendo feitos no sentido de evitar a disseminação do vírus no município, impossibilitando que a cidade tenha casos autóctones (transmissão local).

RESUMO DO DIA
4 casos suspeitos (um novo registrado ontem)
2 casos confirmados (ambos importados)
10 casos descartados (dos quais quatro ontem)
Total de 16 casos investigados

Fonte: Prefeitura de Gramado